sábado, 28 de maio de 2011

Jau!


Adoro tudo de inovador, principalmente quando se trata de música. Pouco tempo atrás,  através de uma prima minha que é fã de música baiana, conheci Jauperi, um cantor de samba-reggae que mistura a Bahia com o melhor da música, adoro seu som que é ao mesmo tempo empolgante e envolvente, misturado com esse sotaque baiano que encanta e que embeleza qualquer música.
Jauperi começou cedo, foi cantor da banda Olodum, e levou o som da Bahia para fora do país, participando de shows pela Europa e pelos EUA, compôs junto com Caetano Veloso e dividiu o palco com Marisa Monte,Tracy Chapman, Courtney Pine, Jimmy Cliff, Daniela Mercury, Paralamas, Gilberto Gil, Maria Gadu, Zeca Baleiro e muitos outros.
Jauperi levou o som e a ginga baiana do Pelourinho para o mundo. Eu adorei seu novo cd,   está perfeito do início ao fim, um som pra balançar e também pra curtir juntinho com alguém.
Vamos combinar, além de super talentoso esse baiano é um charme!

JAUPERI,  VIREI FÃ!



Amar é bom
Quando a gente ama
A gente se respeita
Amar é bom
Se a gente se gosta
Tudo se endireita
Amar é bom
Bom, bom, bom
Amar é
Amar, amar, amar
Um amor...(JAUPERI)

Bruna Caram!


MPB é tudo de bom, e eu tenho duas musas maiores, a Elis Regina e a Maria Bethânia, que têm o poder de deixar a música mais simples, ficar magnífica em suas vozes únicas, mas a nova MPB vem, com tudo por aí, temos nomes como: Roberta Sá, Céu e Mariana Aydar,mas minha nova paixão está sendo a cantora Bruna Caram, que descobri por acaso,  fuçando música pela net.A primeira música que ouvi na voz dela foi “Quem sabe isso quer dizer amor” do Milton Nascimento, me encantei logo, ela tem um estilo próprio e descolado de interpretar grandes clássicos da MPB, a  aparência também ajuda bastante, além de talentosa, ela  é toda linda e cheia de graça, sei também que a moça é atriz.Puxa, essa mulher tem conteúdo.
Nascida em São Paulo, estudou piano desde o 7 anos e lançou seu primeiro disco aos 19 anos, ela é formada em música pela UNESPE e em 2007 lançou seu segundo disco,  “Feriado Pessoal”, som que não sai do meu Ipod.
Adoro a música Feriado Pessoal, minha cara, meu jeito.
Bruna Caram, eu recomendo!




Hoje não tem fria
Não tem freio, não tem fila
Não tem fardo
É feriado pessoal...(Bruna Caram)


Karla Ramalho

III CONFERÊNCIA DE CULTURA DO DISTRITO FEDERAL!


No final do mês de abril e início do mês de maio, aconteceu em Brasília a III Conferência Distrital de Cultura,  na qual eu participei como delegada, comigo participaram também, outros Radicais Livres, a Luiza e o Vinícius Borba, além de muitos outros representantes de São Sebastião, totalizando 32 delegados da nossa cidade.
 A Conferência contou com representantes de todas as cidades satélites, que juntos discutiram propostas para democratizar e adquirir mais investimentos na cultura do Distrito Federal. Participei do grupo “A”, que discutiu a democratização, diversidade e acesso à cultura, a proposta inicial era escolher 13 propostas prioritárias para o GDF, mas os delegados presentes reivindicaram, dizendo que treze propostas não eram suficientes para suprir as necessidades culturais do DF, com isso a plenária concordou em aumentar para 21 propostas, e destas 21, sintetizar em 5 grandes propostas, algo que parecia difícil, mas no final acabou tudo dando certo.
Espero que tudo que foi discutido na Conferência não fique apenas nas propostas, mas se transformem em ações, principalmente no atual governo que veio com a idéia de trazer um novo caminho para o DF, precisamos lutar para levar mais cultura para os jovens das cidades satélites e que e o acesso a cultura diversa, não fique apenas restrito a população do Plano Piloto, deixando apenas a burguesia apreciar, tudo de bom que todo o tipo de arte tem a oferecer.
Eu como delegada, vou cobrar do governo.


Karla Ramalho