sexta-feira, 24 de fevereiro de 2012

Por um transporte digno para São Sebastião!


A população de São Sebastião começou a se mobilizar para reivindicar sobre o transporte público da cidade. No dia 31 de janeiro, aconteceu uma reunião com várias lideranças para elaborar uma pauta de reivindicações e  encaminhar ao Diretor do DFTRANS que prometeu fazer uma reunião com a comunidade de São Sebastião.
Na reunião foi lembrado que o próprio diretor do DFTRASN reconhece o mau estado do transporte público, não só de São Sebastião, mas de todo o DF e que acha importante esse tipo de iniciativa que os moradores de São Sebastião estão tomando.
Vale ressaltar também que São Sebastião tem um comitê de transporte que precisa ser reativado, pois é ele que fiscaliza e cobra do governo a situação do transporte público da cidade.
A maior reclamação em relação ao transporte da cidade é o número constante de ônibus que quebra, principalmente pela manhã, no horário onde a população está indo trabalhar e  a maioria da cidade trabalha no Plano Piloto e necessita usar o transporte público. São trabalhadores que votam e que pagam seus impostos, por isso o que a população reivindica é mais do que um direito: é uma obrigação do governo.
Além do problema da falta de manutenção dos ônibus há o problema de frota insuficiente nas principais linhas, o que tem acarretado a super lotação. Os horários dos ônibus também são uma questão que tem acarretado problemas. Moradores relatam que quando têm que retornar para casa à noite, depois do trabalho ou da faculdade, alguns ônibus não cumprem o horário previsto, passando sempre atrasados nas paradas.
As redes sociais têm contribuído para dar voz à população em relação aos problemas da cidade, pois essa campanha em favor do transporte público começou por um grupo de redes sociais da cidade de São Sebastião, onde atingiu boa parte da comunidade - que aderiu a campanha  de ligar no 156 e fazer sua reclamação.
O diretor do DFTRANS prometeu aumentar a fiscalização e pressionar a empresa Rápido Brasília, mas até agora não houve melhorias e nem fiscalização. O próximo passo a ser dado é marcar uma reunião com ele aqui na cidade. Na reunião, a população fará suas reivindicações e pressionará o governo. Se depois disso nada for feito, ninguém mais irá segurar o povo de “SÃO TIÃO”

Karla Ramalho

Um comentário: