domingo, 10 de março de 2013

Desabafo de domingo!



Domingo é o dia da depressão
Ocasionada pela ressaca
Pelas besteiras feitas no dia anterior
Do sexo sem amor
Do excesso sem pudor.
Domingo é o dia da infelicidade
É a preparação pra normalidade
Da semana rotineira e obrigatório.
Domingo é um dia sem hora
 De B.B King na vitrola
Dia de  conta-gotas
De um remédio pra dor de cabeça.
Da escassez de erva
Das besteiras que não consertam
Do sono que nunca cessa.
Domingo é dia de voltar a ler aquele livro
Encostado na cabeceira
De passar o dia de meia.
Enfim, domingo é um dia triste
Pra lembrar que a infelicidade existe
E que vem te visitar logo no primeiro dia
Só pra gente não se iludir tanto
Com esta vidinha medíocre.

Karla Ramalho

Um comentário: