segunda-feira, 13 de dezembro de 2010

Qual o maior desafio da educação nos dias atuais?


Com certeza nos dias atuais a educação ganhou uma maior amplitude, tanto em métodos educacionais como também mais oportunidades de estudo para muitos, lembrando que apesar de certas mudanças a educação ainda não conseguiu alcançar uma qualidade ideal e também não conseguiu atingir a todos.
Em meio a tantas mudanças sociais, nos campos do conhecimento como, o avanço da tecnologia, a influência da mídia sobre vida das pessoas, a globalização e a quebra de muitos paradigmas, a escola se tornou vulnerável, e consequentemente muito mais difícil ensinar em meio a tudo isso.
Pela influência de tanta informação vinda da mídia, o processo de educação e de libertação do indivíduo se torna cada vez mais complicado, acredito que esse seja um dos grandes desafio da educação nos dias de hoje, além de se ensinar conteúdos é preciso fazer com que o indivíduo adquira criticidade  para analisar de forma consciente o mundo que o rodeia e todas as informações que recebe, a educação também tem o papel de humanizar, mas sem cair no discurso que é apenas isso que melhora a sociedade, a escola deve trabalhar com conteúdos para que o indivíduo  aprenda de verdade e humanizá-lo para que ele utilize de maneira correta  o conhecimento adquiro e consiga sua liberdade sem desrespeitar a do outro.Como já dizia Paulo Freire: “Educação como meio de transformação social...”.Mas é preciso que aqueles que constroem  a educação acreditem verdadeiramente nisso, não educar por uma obrigação, mas sim por acreditar que a educação de qualidade é possível, uma das grandes problemáticas em relação a educação é  que muitos que a compõem não acreditam no seu potencial de transformação, em um país como o Brasil a educação ainda é colocado em  segundo plano e o  assistencialismo ganha mais espaço.Tudo isso é uma maneira de manter o “status quo” da burguesia, e a classe desfavorecida abaixar a cabeça para essa situação.Analisando  a frase da bandeira nacional e interpretando-a  de maneira crítica, pode-se perceber que ela prega isso que foi dito.”Ordem e Progresso”.Ordem para o povo e Progresso para a burguesia, a ordem não deve ser para manipulação nem o progresso para poucos, a escola que não acredita na mudança, mantém a sociedade como está ,sem melhora e sem o verdadeiro conhecimento que deve ser adquirido.
O professor deve está preparado para essas mudanças, não pode virar as costas, deve encarar e admitir que o perfil do aluno mudou e cabe a ele adequar-se. A desvalorização da profissão também é uma das grandes problemáticas, baixos salários e condições precárias contribuem muito para a desmotivação dos mesmos, problemas como depressão atingem o professor e impedem uma aprendizagem de qualidade, mas assim como o professor é responsável pela mudança do indivíduo, para que ele conquiste seu espaço, o professor também tem a  obrigação de lutar pelos seus diretos tanto para a melhoria de suas condições de trabalho como para a melhoria da educação em geral.
A violência está cada vez mais intrínseca no cotidiano das pessoas, os indivíduos cada vez mais egoístas não se acostumam a viver coletivamente, a escola deve ser um espaço de integração, tentar superar essa dificuldade que os indivíduos têm de construírem juntos seus objetivos.
A questão é humanizar, é colocar a educação como o pilar da sociedade é educar com amor, é acreditar na sua mudança, o descrédito afunda cada vez mais a sociedade e consequentemente diminuindo o progresso e piorando a vida daqueles que já se encontram em uma situação desfavorável.
 Karla Ramalho

Nenhum comentário:

Postar um comentário