segunda-feira, 13 de dezembro de 2010

Para Brasília!


Sou filha daqueles
Que deixaram a brisa do mar
Pelo clima seco
E o solo vermelho.
Por uma esperança
Pois era assim que todos a viam
Esperança de um mundo melhor
Em um espaço no meio do nada
E no meio de tudo.
Lugar de entradas e saídas
Para todo o canto da nação
Onde se faz e se desfaz.
Cidade de concreto
E de misturas
De gente, de sotaque e de cultura.
Cidade mais nova
Que meus pais
Cidade que me fez calanga
Cidade de vários povos
E que formou um único povo
Criando sua identidade
Criando ainda mais vidas dessa terra.
Cidade indefinida
Pois a cada dia te descubro
Minha bela, minha jovem
E amada
Brasília.
(Karla Ramalho)


...dizia ele estou indo pra Brasília, nesse país lugar melhor não há...(Legião Urbana)

Nenhum comentário:

Postar um comentário