segunda-feira, 13 de dezembro de 2010

O Barqueiro!


Já guardo minha moeda
Para o barco de Caronte
Ele estar próximo
Logo chega no cais.
Estou de mãos dadas com Tanatos
Há tempos
Ele estava a minha procura.
Já estava preparada
Havia guardado tudo
Dentro de mim.
Esqueci meus pecados
Eu tenho esperança em meu julgamento
Criei justificaticas para meus erros
Avisto o barco na praia
E sou conduzida até ele
Subo para seguir meu destino
Eterno e sem volta.

Karla Ramalho

Nenhum comentário:

Postar um comentário